05 outubro, 2013

Palavras e esperança


A esperança cabe numa gota de chuva se observarmos o sorriso e a beleza da flor sob a inesperada intempérie.


Texto e foto
Ailime
05.10.2013

24 comentários:

  1. Lindas e reflexivas palavras! Bela foto! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. A flor sorri sob a inesperada intempérie, como nós quando ansiamos por ela.
    Beijos minha cara amiga e que seu final de semana seja rico em bênçãos!

    ResponderEliminar
  3. belíssima frase cheia de sensibilidade
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Como nos surpreende, a esperança...
    Linda frase e foto.
    Beijos, Ailime!

    ResponderEliminar
  5. Oi minha querida
    No momento o que eu mais preciso é voltar a ter esperança para acreditar que maldade ainda não contaminou todos os corações.
    Beijos e carinhos
    Gracita

    ResponderEliminar
  6. A esperança renova-se a cada dia que amanhece ,muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Linda postagem, sem esperança não viveremos.
    Um abençoado fds!
    Bjsssssssssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  8. E esse renovar da esperança é que nos sustenta diante das tais intempéries_ necessária exercitá-la.
    abraço Ailime

    ResponderEliminar
  9. A esperança é o combustível principal da nossa viagem pela vida. É ela que nos faz acreditar que ainda é possível, apensar das intempéries. Lindo pensamento. Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Elas são quase impercebiveis , mas
    com a esperança ela sempre está lá.

    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Um belíssimo pensamento.
    Gostei muito.
    Emília, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. E é a última a morrer!
    Tão linda, a foto!
    beijo

    ResponderEliminar
  13. Estou passando para deixar meu carinho
    ler sua postagem que tão bem faz para o meu coração.
    Eu amo acarinhar você! Levo em meu coração
    cada palavra que leio e tua postagem.
    Fico feliz de ser privilegiada
    com sua dedicada amizade.
    Deus abençoe sua semana. Beijos!
    Milhões de carinhos na alma.
    Evanir..

    ResponderEliminar
  14. A melhor coisa é viver com a esperança no coração! Quero ser como esta flor no sorriso e na beleza! Outra coisinha que observei na pose da linda flor é que ela está olhando para frente confiantemente...

    Beijinhos... (Veja que linda homenagem a Mirtes me fez ontem no seu blog! Fiquei feliz e emocionada!)

    ResponderEliminar
  15. Anda rondando uma boa intempérie, vou exercitar o teu belíssimo pensamento.
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Olá Ailime querida,
    A esperança é o que nos move e nos impulsiona a seguir em frente.
    Que possamos mantê-la sempre viva em nossos corações!
    Beijos.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  17. Belas palavras para reflexão!
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Bonita foto!
    Observar a natureza sempre nos rende preciosas lições.
    Abraços e lindo dia.

    ResponderEliminar
  19. É uma visão muito sensível e encorajadora.
    A fragilidade do corpo não é sinónimo da fraqueza da alma.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  20. Renovação, Ailime, as gotas finais da chuva revelam-se esperanças vidradas nas pétalas molhadas.
    Um abraço,
    Calu

    ResponderEliminar
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  22. Estão aqui duas coisas que adoro... escrever e fotografar,,, lindas fotos... belíssimos escritos. amiga... vou te seguir... e te add nos meus favoritos...
    obrigada pela visita... bjs...

    ResponderEliminar
  23. Olá amiga!
    A chuva é uma bênção que cai dos céus...quando vem com peso conta e medida. A flor continua bela...apesar de tudo.Bom fim de semana. Bjs.

    ResponderEliminar
  24. Adorei o sorriso da flor.
    É por aí
    Que nasce a poesia.

    ResponderEliminar

Nas palavras que escrevemos ouvimos o bater do nosso próprio coração. Elas revelam a nossa alma e são uma forma de expressão dos sentimentos que nos invadem e que são parte integrante de nós.
Muito obrigada pela sua visita e/ ou comentário. Ailime